Início >> Noticia >> Inovatur promove palestras de turismo e gastronomia para autores de projetos selecionados

Inovatur promove palestras de turismo e gastronomia para autores de projetos selecionados

Os autores dos 14 projetos selecionados para a última fase do Desafio InovaTur, uma ação conjunta das Secretarias de Estado de Turismo (Setur) e de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet) participaram de palestras, na tarde desta quinta-feira (26), com o secretário de Estado de Turismo, Adenauer Góes, e com a empresária do setor gastronômico Joanna Martins. O InovaTur busca soluções para a promoção do Estado do Pará como destino turístico junto aos principais mercados emissores de turistas tanto nacionais quanto internacionais. O desafio conta com A ação conta com a parceria do Parque de Ciência e Tecnologia (PCT) Guamá e da Agência de Inovação Tecnológica da UFPA (Universitec).

“Amazônia representa 60% do território brasileiro. São 400 anos de História de extrativismo como cultura local. Ciclos da castanha, da borracha, da madeira, minério, entre outros. É através da ciência, do estudo e experimento que podemos conhecer as coisas que temos. A compreensão do produto turístico e a importância do planejamento para a atividade econômica. Temos que diminuir as distâncias que nos separam. Temos um ativo que ninguém tem chamado Amazônia. Como nós amazonidas e paraenses vamos nos inserir nesse processo global de integração? Não temos porque achar que não somos capazes de inovar. De 59 propostas, 14 foram selecionados. Esperamos através de vocês melhorar o ambiente de negócios do Estado, em especial na cadeia do Turismo e Gastronomia”, afirmou Adenauer Góes ao falar do Plano Estratégico de Turismo Ver-o-Pará e da cadeia Turismo e Gastronomia presente no Plano Pará 2030.

A diretora do Instituto Paulo Martins e pesquisadora em gastronomia amazônica, Joanna Martins, apresentou o tema “Empreender na Amazônia - Gastronomia: Um paneiro de possibilidades”. Ela fez questão de distinguir visões equivocadas e repassar modernos conceitos que podem ser aplicados no campo da inovação. “Gastronomia é o alimento mais o prazer em se alimentar. A culinária é a técnica. A gastronomia é mais ampla desde o ingrediente até a receita. É interdisciplinar. Hoje temos uma nova gastronomia, com novos insumos e inovações. Como por exemplo, a gastronomia funcional. Há diferença entre Gastronomia (prazer), Nutrição (saúde) e Engenharia de Alimentos (praticidade). Não há inovação sem conhecimento do saber tradicional”, garantiu.

“Maior biomassa florestal do planeta, maior bacia hidrográfica, biodiversidade. São mais de 200 espécies de árvore por hectare. Trinta vezes mais espécies de peixes que toda a Europa. Povos indígenas, quilombolas, castanheiros, seringueiros. Tudo isso representa potencial gigantesco de turismo no estado. O Pará é área de fronteira da Amazônia. Aqui tem Cerrado, Caatinga, litoral e campos marajoaras. Existe um potencial na Gastronomia para o turismo”, destacou Joanna.

Para o professor da UFPA, José Augusto Lacerda, é preciso “fomentar idéias inovadoras que possam alavancar o desenvolvimento econômico do Estado”. Segundo ele, serão realizadas uma série de capacitações para instrumentalizar os alunos até o dia da apresentação final na Feira do Empreendedor para seleção dos 3 melhores projetos. “O Inovatur é um exemplo de cooperação entre poder público, academia, sociedade e iniciativa privada”, concluiu ao dizer que podem “surgir sinergias com propostas complementares” entre os trabalhos selecionados.

Autor de um dos projetos selecionados, Arley Pinheiro, da Bem Te Vi, “O objetivo central é mostrar os pontos turísticos tanto gastronomicos quanto culturais do estado, focando principalmente naqueles que tem potencial, mas não são tão lembrados. A gente sabe que no interior do estado temos grandes manifestações que podem alavancar o turismo. O nosso projeto busca oferecer esta visibilidade”. “Saber que a gente tem grande potencial e que isto já é reconhecido nacionalmente e até fora do país é um incentivo a mais para nossa dedicação ao projeto. As palestras vão nos trazer mais ideias para serem postas em prática no InovaTur”

O Desafio InovaTur premiará as três melhores propostas, sendo o prêmio no valor de R$ 10 mil reais para o primeiro colocado; R$ 5 mil para o segundo; e R$ 3 mil para o terceiro lugar. As propostas premiadas ainda receberão três meses de hospedagem no Espaço de Coworking do PCT Guamá, com apoio e orientações para amadurecer as ideias. Os vencedores serão conhecidos em maio deste ano durante a programação da Feira do Empreendedor 2018, realizada pelo Sebrae no Hangar. A lista dos selecionados pode ser conferida no site da Sectet: www.sectet.pa.gov.br.

Texto e fotos: Israel Pegado – Ascom Setur